Está pensando em contratar ou não um seguro viagem? Então você precisa conhecer melhor a importância do seguro viagem para conseguir analisar e, por fim, se decidir entre contratar ou não contratar.

E, a melhor coisa a se fazer para tomar uma boa decisão é listar todos os pontos negativos e pontos positivos sobre o assunto, para depois colocar na balança e descobrir qual o melhor caminho.

Por isso, neste artigo vamos te dar dicas, além dos prós e contras para você decidir se deve contratar um seguro viagem. Então, não deixe de acompanhar o conteúdo e aproveite a leitura!

Devo contratar ou não um seguro viagem?

Contratar ou não um seguro viagem? Eis a questão! Para quem não tem o costume de viajar para o exterior, ou mesmo quem nunca comprou um seguro viagem, pode ser realmente difícil fazer essa decisão.

Afinal, querendo ou não, o seguro é uma despesa para a viagem. A questão é saber avaliar se essa despesa é completamente sem sentido e vai fazer muita falta ou se é um valor relativamente baixo que vale à pena investir.

E quem já passou por problemas durante a viagem e precisou muito de ajuda sabe: o melhor é sempre ter um seguro viagem!

Além disso, muitos países fazem obrigatório o contrato do seguro viagem, e esse é outro motivo pelo qual você deve considerá-lo.

Se foi preciso que uma nação acordasse em obrigar o uso do seguro – e, no caso da Europa, quase 30 países assinarem um acordo – talvez ele seja mesmo importante.

Prós e contras do seguro viagem

Pois é, muitas vezes, contratar ou não um seguro viagem é uma questão de obrigatoriedade. Mesmo sabendo que ele é importante, você não deve tomar essa decisão sem conhecer melhor os prós e contras sobre o seguro.

Confira, então algumas dicas que vão te ajudar a decidir contratar ou não contratar um seguro de viagem:

Prós

  1. É um item obrigatório em muitos lugares no exterior;
  2. Evita dívidas com hospitais, uma vez que o atendimento médico pode ser extremamente caro, principalmente no exterior;
  3. Possui inúmeras coberturas interessantes, como assistência jurídica, cancelamento de viagem, serviço de concierge e até proteção contra acidentes;
  4. Existem muitas opções disponíveis, incontáveis seguradoras para contratar e até a opção de contratar com o cartão de crédito, que é mais prático;
  5. A maioria dos seguros são baratos, custando entre R$5,00 e R%20,00 por dia de viagem;
  6. Alguns seguros possuem coberturas que se estendem para os cônjuges e filhos dependentes;
  7. Se você viaja com muita frequência ou vai fazer um intercâmbio de mais de 6 meses, pode encontrar planos que duram por mais tempo.

Contras

  1. Seguros de viagem para a Europa e Estados Unidos costumam ser mais caros e ultrapassar os R$30,00, mesmo que cubram apenas o mínimo (que costuma ser 30 mil dólares ou 30 mil euros);
  2. Se você é gestante, só vai poder contratar um seguro até certa semana de gestação;
  3. Se você é idoso ou possui alguma doença crônica ou preexistente, o seguro será mais caro e mais difícil de contratar.

Conclusão

Portanto, podemos concluir que existem muito mais prós do que contras para você decidir se deve contratar ou não um seguro viagem. Isso significa que vale a pena, sim, ter um plano na hora de viajar.

Afinal, o seguro viagem é como um investimento, e você deve sempre investir na sua saúde e tranquilidade, principalmente quando estiver longe de casa.

Então, dá próxima vez que pensar em contratar ou não um seguro viagem, contrate!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here