O seguro viagem é um contrato feito entre o viajante e a seguradora para assegurar financeiramente o contratante em caso de algum imprevisto financeiro. Ou seja, com o seguro sua viagem fica livre de dores de cabeça.

Dessa forma, esse tipo de seguro funciona como um investimento, por isso ele é tão importante. Afinal, muita gente não consegue arcar com os custos acidentais em outro país. Mas será que vale a pena pagar pelo contrato?

É isso que você vai descobrir neste artigo, além de outros detalhes e informações importantes sobre o seguro, como o seu preço, as coberturas mais importantes e porque uma cotação pode te ajudar a encontrar o melhor custo-benefício.

Qual o preço de um seguro viagem?

Um plano básico de seguro viagem pode custar entre R$8,00 e R$15,00 por dia de viagem. Já os planos mais elaborados, com mais itens e valores maiores de cobertura , chegam a ultrapassar um pouco a faixa dos R$20,00.

Vale lembrar que o preço varia bastante de acordo com vários fatores: a seguradora que você irá escolher, o tipo de plano, a quantidade de itens na cobertura, a duração da viagem e o seu destino.

Por isso, para encontrar preços mais em conta e fazer um bom negócio ao contratar o seu seguro viagem, é preciso ter um planejamento adequado e com antecedência. Veja, a seguir, algumas dicas de como fazer isso.

Como escolher um plano bom e barato?

Para escolher um plano bom e barato de seguro viagem, você vai precisar se planejar com antecedência. Isso significa saber, ao menos de uma forma geral, como vai ser a sua viagem.

Afinal, todos os detalhes fazem diferença. Se ela for um intercâmbio, uma viagem de negócios, um passeio turístico, uma viagem para praticar esportes radicais, uma visita para experimentar a culinária local, etc.

Além disso, vale também analisar o seu perfil de viajante. Caso você possua alguma doença crônica ou preexistente, esteja na terceira idade ou em uma gestação, deverão constar algumas coberturas especiais no seu plano.

Por isso, se você quer economizar com o seu seguro viagem, defina aquelas coberturas que, de fato, não podem faltar no seu pacote. Depois, veja o que cabe no seu orçamento. As coberturas mais comuns são:

  • Extravio de bagagem;
  • Translado de corpo;
  • Translado médico;
  • Assistência jurídica;
  • Assistência médica;
  • Assistência hospitalar;
  • Assistência farmacêutica;
  • Assistência odontológica;
  • Morte acidental;
  • Invalidez total ou permanente por acidente;
  • Serviço de concierge;
  • Perda ou roubo de documentos.

Esses são apenas alguns dos itens encontrados nos planos de seguro mais vendidos no Brasil.

Agora, existem também outras possibilidades de seguro, como o seguro do cartão de crédito. Nesse caso, vale a pena contratar se você já for cliente de um banco que ofereça esse serviço para a sua categoria de cartão.

Dessa forma, o seguro sai de graça, pois seu valor normalmente já está incluso na anuidade. Sendo assim, você só vai precisar comprar as passagens com o seu cartão, ou usar as milhas para resgatá-la.

Por que fazer uma cotação?

Fazer uma cotação é algo essencial para quem quer economizar na hora de comprar um seguro. É através dela que você poderá comparar todos os preços e coberturas de uma só vez e concluir qual plano vale mais a pena para você.

E o melhor: fazer uma cotação é de graça e pode ser realizada em qualquer site de comparação encontrado na internet. Alguns deles até mesmo oferecem pequenas taxas de desconto para certas seguradoras.

Portanto, não deixe de se planejar antes de contratar um seguro viagem, afim de encontrar sempre os melhores preços.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here